* Caso não queira ouvir a música, desligar no botão ao lado *

 

PREFÁCIO do livro "A Essência dos Vínculos"

SONIA GRUBITS *

Psicóloga, Sócio-Terapeuta Thiers,

Doutora em Saúde Mental pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP,
Mestre em Psicologia Social pela PUC/SP,
Coordenadora do programa de Mestrado em Psicologia da UCDB, MS.

 

Para seu crescimento, o ser humano precisa de uma condição  interna e individual de transformação, que com certeza, passa por aspectos inerentes a si mesmo, intrínsecos, constitucionais e também externos, de acordo com o funcionamento social e a cultura em que ele está inserido. Se não for dessa forma ele não sobrevive, cristaliza-se ou quebra ou acaba, morre.

Falar da trajetória de Solange Thiers e de sua grande obra, hoje reconhecida além das fronteiras brasileiras, seria repetir o que já tem sido relatado, exaustivamente, em diferentes obras e prefácios. Sim, ela percorreu um caminho em que, além de formar um grupo coeso e consciente de seu papel não só no domínio da Psicologia, da Pedagogia e da Fonoaudiologia, influenciou e contribuiu também para o pensar em diferentes áreas do saber. Seu trabalho provou a importância do emocional, numa leitura psicanalítica correta e muito pertinente a tudo aquilo que ela criou e vem desenvolvendo, o que está representado, ao longo do tempo, através de congressos, de encontros Ramain-Thiers e de suas publicações.

Vivemos, na década de 90 os tempos de mudança e da globalização. Já em  1993, a propósito de comentários sobre a degeneração de valores e perda de referenciais e limites, Thiers afirmava: "Assim, por não ter passado pela vivência edípica, ela não conhece a interdição do incesto que é a Lei Maior, que promove a introjeção do Superego. Sem o pai na relação, a criança entra no social pela marginalidade, pela falta de limite, pela corrupção." (1993: p. 3)[1]. Em 1994, alertava quanto às conseqüências da "crise econômico-financeira, uma realidade angustiante na sociedade, para a manutenção dos próprios níveis básicos de alimentação." [2]

Solange e Elaine Thiers organizaram uma publicação cuidadosa e criteriosa, com seleção de trabalhos, fruto de um novo encontro Tempo de Ser...Tempo de Viver...Fortalecendo a essência dos vínculos... E porque comecei esta apresentação  falando da mudança como condição essencial do crescimento, desenvolvimento e mesmo da vida? Esta obra que surge de um novo encontro de profissionais Ramain-Thiers trazendo novos textos de profissionais e pesquisadores de áreas afins, evidencia uma expansão, uma capacidade de integração e catalização de novos temas e propostas. Não sendo apenas reflexões sobre terapias grupais, psicomotricidade e diferentes referenciais teóricos e técnicos. O grupo da sociedade Brasileira Ramain-Thiers partiu em busca de novas fronteiras, novos saberes e o que é sem dúvida fundamental, começa a se voltar e a fortalecer, cada vez mais, o sociocultural e político.

Nada melhor para ilustrar este novo momento do grupo e sua liderança, do que o texto de Solange Thiers: Ser na Vida, O Corpo e Seus Diferentes Vínculos. Thiers já previa os acontecimentos de 11 de setembro, dizendo...o término do milênio está sendo marcado por guerras, corrupção, desrespeito ao homem...mais adiante afirma... Estamos entrando numa nova época, em que a contemporaneidade tecnológica unifica o mundo através da Internet. A democratização da informação aproxima os povos, mas separa os homens ...finalmente, o aumento de violência no mundo, gerando corpos maltratados, corpos retaliados, suicídios de famílias... Cabe a nós terapeutas, mestres, filósofos, psicomotricistas resgatar a vida, oferecer ao brasileiro o direito e a capacidade de pensar em si e no mundo, de existir para readquirir uma vida mais feliz. ...No entrelace da filosofia, psicanálise e Ramain-Thiers, podemos encontrar na Sociopsicomotricidade elos que interligam o presente ao passado com a preocupação de formar a pessoa: o ser que na vida será o cidadão. Assim Thiers vai explicitando, estruturando tudo o que vinha sendo refletido e teorizado, denunciando nesta nova obra questões  e injustiças sociais. Ninguém melhor do que ela, que acompanhou toda e evolução da psicomotricidade e movimentos grupais no Brasil para apresentar os problemas e cobrar a solução através dos agentes da saúde mental de nossa sociedade.

A obra em questão contempla temas relevantes, em consonância com o pensamento e preocupações manifestadas por Thiers, ao longo do tempo e de acordo com a evolução de sua obra e suas criações:

A primeira parte O social...Intersecções Contemporâneas apresenta textos que refletem a preocupação com questões institucionais, a construção da cidadania, problemas das minorias, o idoso, em alguns subcapítulos apresentando propostas bem sucedidas para o enfrentamento dos problemas.

Sem dúvida alguma, ainda em relação ao enfrentamento dos problemas,   Grupos...Fortalecendo as relações, na segunda parte, elenca uma série de textos sobre a intervenção grupal, que como nos congressos e encontros anteriores Ramain-Thiers, permeou as discussões e vem sendo pesquisado e discutido como ponto central da intervenção.

Se o tema pensar é um ponto fundamental nas propostas e objetivos de nossos terapeutas e socioterapeutas, as reflexões sobre a teoria devem, necessariamente, estar presentes numa obra que pretende apresentar, no todo, o problema, propostas e soluções e a intervenção, o que encontramos na terceira parte,  Teoria... A riqueza do pensar.

 Conforme alertamos no início desta apresentação, a mudança, a transformação é uma condição fundamental para a sobrevivência do ser quer na sociedade, quer na cultura, quer na busca da preservação de si mesmo e do mundo que o envolve, em última análise a identidade. Praxis... a prática que transforma, na quarta parte, apresenta uma série de diferentes estudos sobre o trabalho de sociopsicomotricistas Ramain-Thiers, em diferentes contextos e casos de desajustes, patologias, problemas de aprendizagem, entre outros, pontuando ainda momentos de avaliação da intervenção.

Finalizando a apresentação desta obra, cuidadosa e criteriosamente organizada por Solange e Elaine Thiers, reiteramos a importância das propostas que envolvem o corpo e o social na Sociopsicomotricidade Ramain-Thiers, sempre comprovado nas publicações, congressos e encontros propostos pela SBRT, evidenciando o papel precursor de Thiers, através de seus trabalhos e pesquisas.

Parabenizo a todos que colaboraram para a realização de mais uma obra compartilhada pelos sociopsicomotricistas e demais companheiros, que somam com seus trabalhos, contribuíndo para a valorização e aprofundamento dos temas.


 

* Sociopsicomotricista Ramain-Thiers, autora das obras A Construção da Identidade infantil. (A Sociopsicomotricidade Ramain-Thiers e a Ampliação do Espaço Terapêutico) e A Construçaõ da Identidade Infantil II.( Funcionamento dinâmico de um processo de grupoterapia Ramain-Thiers) ambos editados pela Casa do  Psicólogo, em S Paulo, além de vários textos e trabalhos nacionais e internacionais sobre o tema. PhD. por Paris 8, doutora em Saúde Mental pela Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, mestre em Psicologia Social pela PUC/SP, coordenadora do programa de Mestrado em Psicologia da UCDB, MS.

[1] Thiers, S. e Garritano, E.J. (org) Teoria e Técnica Ramain-Thiers, vol 1, Rio de Janeiro: CESIR, 1993.

[2] Thiers, S. Sócio-Psicomotricidade Ramain-Thiers/ uma leitura emocional, corporal e social. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1994.

       

Veja os artigos científicos anteriores

Início da página

Número de Visitas